Banner

Banner

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Pedido de suspensão do WhatsApp em todo o Brasil é anulado por desembargador

Tribunal de Justiça do Piauí confirmou a cassação da ordem do juiz Luiz Moura Correia, que suspendia o uso do aplicativo no país


Pedido de suspensão do WhatsApp em todo o Brasil é anulado por desembargador Justin Sullivan/AFP
Foto: Justin Sullivan / AFP
O desembargador Raimundo Nonato da Costa Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI), anulou, nesta quinta-feira, a ordem do juiz Luiz Moura Correia, que pedia a suspensão do WhatsApp em todo o país, de acordo com o blog  do portal Estadão.

A suspensão do aplicativo havia sido determinada no dia 11 de fevereiro, em razão de um pedido de informações feito pelo Núcleo de Inteligência da Polícia Civil do Piauí, que investiga casos de pedofilia na internet e que não foi atendido pelo WhatsApp.

Contudo, as operadoras de telefonia entraram com um recurso contra a ordem de suspensão do aplicativo. Nesta quinta-feira, o TJ-PI confirmou a cassação do pedido.


DIÁRIO GAÚCHO

"Decisão do juiz de suspender o WhatsApp é inconstitucional", diz advogado da OAB/RS

Marco civil da internet prevê advertência e pagamento de multa, mas não suspensão da atividade


"Decisão do juiz de suspender o WhatsApp é inconstitucional", diz advogado da OAB/RS Justin Sullivan/AFP
 
Foto: Justin Sullivan / AFP
 
A decisão do juiz Luiz Moura Correia, do Tribunal de Justiça do Piauí, na região nordeste do país, fez os celulares brasileiros vibrarem. E não foi porque um novo recado chegou, mas porque o aplicativo de troca de mensagens WhatsApp pode ser suspenso a qualquer momento no Brasil.
A ordem judicial que determina a suspensão do serviço saiu no dia 11 de feveireiro, mas diante da negativa do WhatsApp e do silêncio do Facebook - empresa que detém os direitos do programa -, a decisão foi ampliada. Em 19 de fevereiro, um ofício do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, assinada pelo delegado Éverton Ferreira de Almeida Ferrer, comunicou as empresas de telefonia sobre a decisão de cancelar a operação da empresa no Brasil.
Segundo Miguel Ramos, vice-presidente da comissão de direito da tecnologia da informação da OAB/RS, a decisão do juiz é inconstitucional uma vez que ele promove a violação do direito à comunicação.
– Além disso, se o processo correu em segredo de justiça, a ordem judicial também deveria ter seguido protegida. No entanto, recebi uma cópia do documento por meio do WhatsApp – explica o jurista.
A delegada Kátia Esteves, responsável pelo setor especializado em Proteção à Criança e ao Adolescente do Piauí, afirmou, em entrevista coletiva nesta quarta, que como a empresa não cumpriu a ordem judicial pode, sim, ter o serviço suspenso. Para Ramos, isso ainda não aconteceu porque operadoras telefônicas e o próprio WhatsApp devem ter entrado com recursos que, até serem julgados, impedem a efetivação da ordem judicial aplicada em Teresina. O segredo que protege judicialmente o processo inicial se aplica também aos possíveis recursos.
– O que a Justiça não entende é que a Internet tem uma dinâmica diferente. O WhatsApp mais ainda. Não é a empresa que entrega os dados, são as pessoas através do serviço que assinam. Por isso, a decisão do juiz deveria ser de multar a empresa até que entregasse o necessário para que o processo corresse. Aí, sim, só a empresa pagaria pelo problema gerado e não toda as pessoas que serão privadas da comunicação.
Tudo começou com uma investigação de crimes de pedofilia e prostituição em  2013, que corre em segredo de Justiça no Piauí. De acordo com o Marco Civil da Internet, um serviço como o WhatsApp só pode ser suspenso se a empresa, mediante ordem judicial, se negar a entregar dados dos usuários. Em nota, divulgada nesta quinta-feira, o Juiz Luiz Moura Correia afirmou que a medida extrema foi tomada mediante "o descumprimento de ordens judiciais" "em diversos procedimentos que apuram crimes da mais alta gravidade". Correia ainda alegou que o WhatsApp assumiu uma postura arrogante que se manteve inerte às solicitações da Justiça Brasileira.
Para a advogada pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITSrio), Celina Beatriz, o juiz não agiu de acordo com o que o Marco Civil da Internet, embora ele sustente isso.
– O código prevê medidas e sansões para casos como esse que podem fazer com que a empresa ou o aplicativo recebam advertências ou multas. A suspensão só é prevista se o provedor da aplicação desrespeita o registro de dados dos usuários – diz.
A responsabilidade do WhatsApp sobre a demanda dos usuários rememora ao primeiro parágrafo do artigo 19 do Marco Civil da Internet, que diz que a ordem judicial que trata da suspensão do serviço não terá validade se não for específica sobre o conteúdo apontado como infringente.
– O processo pode, claro, correr em segredo de justiça, mas a ordem judicial deve ser precisa sobre os conteúdos que foram de encontro à lei. Muitas vezes, uma empresa não tem como cumprir uma ordem porque não tem como descobrir quem são os usuários que infringiram a lei – explica Sérgio Amadeu da Silveira, sociólogo e pesquisador da cibercultura.
Silveira compara a determinação do juiz piauiense à decisão da Justiça no caso Daniela Cicarelli, quando o YouTube foi bloqueado por não conseguir deter os usuários que multiplicavam os uploads do vídeo em que a modelo aparece num momento íntimo com o namorado, na Espanha. Na ocasião, 5,5 milhões de pessoas foram impedidas de acessar o site.

Um por todos e todos por um?

Essa não é a lógica da internet. A rede dá autonomia aos usuários que escolhem o que ver, por quanto tempo e como vão deixar suas marcas, construir seus perfis em diferentes canais.
Para Daniel Bittencourt, coordenador do curso de Comunicação Social da Unisinos, se a determinação judicial for adiante provará a incapacidade da Justiça compreender como a internet funciona.
_ Suspender o serviço é de uma arbitrariedade sem tamanho. É como cancelar as ondas eletromagnéticas que permitem uma rádio funcionar porque um entrevistado disse algo que vai contra as leis do país. O WhatsApp conecta pessoas, mas são os usuários que produzem os conteúdos.
O crime das pessoas que estão sendo investigados não pode ser minimizado ou deixado em segundo plano, de acordo com Bittencourt, mas se ordem for cumprida cerca de 38 milhões de brasileiros que usam o serviço serão penalizados.


ZERO HORA 

FCF divulga escala de arbitragem e Sandro Meira Ricci apita o clássico

Avaí e Figueirense se enfrentam no domingo às 16h na Ressacada


FCF divulga escala de arbitragem e Sandro Meira Ricci apita o clássico Cristiano Estrela/Agencia RBS
 
Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS
 
 
A Federação Catarinense de Futebol (FCF) divulgou a escala de arbitragem para a oitava rodada do Campeonato Catarinense. Todos os jogos serão no domingo às 16h. Sandro Meira Ricci comandará Avaí e Figueirense. Esse será o primeiro clássico do árbitro Fifa que foi contratado pela FCF no final do ano passado. Além disso, será também o primeiro grande jogo de Ricci em território catarinense.
Ao lado de Sandro Meira Ricci, estarão as auxiliares Nadine Schramm Câmara Bastos e Neuza Inês Back, que também são da Fifa. A partida acontece na Ressacada e marcará o retorno de Marquinhos ao Avaí depois de cumprir oito jogos de suspensão.

Confira a escala completa:

Avaí x Figueirense
Arbitragem:
Sandro Meira Ricci, auxiliado por Nadine Schramm Câmara Bastos e Neuza Inês Back (trio Fifa)

Metropolitano x Joinville
Arbitragem:
Rodrigo D'Alonso Ferreira, auxiliado por Eli Alves e Mayckon Vieira

Chapecoense x Atlético-Ib
Arbitragem:
Célio Amorim, auxiliado por Clair Dapper e Diego Leonel Félix

Criciúma x Marcílio Dias
Arbitragem:
Ronan Marques da Rosa, auxiliado por Carlos Felipe Schmidt e Priscila Cristina dos Santos

Guarani x Inter de Lages
Arbitragem:
Bráulio da Silva Machado, auxiliado por Helton Nunes e Maira Americano Labes 




DIÁRIO CATARINENSE

PRF tem Força Nacional à disposição para desbloqueio de rodovias do RS


Com Força Nacional à disposição, PRF busca negociação com caminhoneiros | Foto: André Ávila

Foto André Ávila

Tropas da Força Nacional de Segurança Pública estão no Rio Grande do Sul para dar apoio à Polícia Rodoviária Federal (PRF), caso seja necessário, na desobstrução de rodovias a partir de decisão judicial. Os agentes de segurança já chegaram ao Estado. A tarde desta quinta-feira iniciou com 41 pontos bloqueados nas rodovias federais.

Paraná, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul também tiveram o deslocamento do reforço da Força Nacional, de acordo com o Ministério da Justiça. Em nota, a pasta informou que a localização das equipes será determinada conforme plano de ação da PRF, por tempo indeterminado. Além disso, o órgão disse que, por questão de segurança, não será divulgado o efetivo durante a operação.

PRF descarta uso imediato

Ainda que esteja com as tropas à disposição, a PRF não planeja, ao menos por enquanto, optar pelo uso da Força Nacional no Rio Grande do Sul. No fim da tarde, os policiais rodoviários buscavam acordo com os caminhoneiros parados na BR 101, em Três Cachoeiras. 


Correio do Povo 

'Ele era tranquilo', diz prefeito sobre suspeito de matar família em SC

Alcir Pederssetti é suspeito de matar esposa, filha, sogro, sogra e cunhada
O suspeito de matar a própria família e depois cometer suicídio (26) em Cordilheira Alta, no Oeste de Santa Catarina, era tranquilo, segundo o prefeito do município Alceu Mazzioni. "Sempre foi um funcionário tranquilo e responsável", afirmou o administrador municipal que decretou luto oficial de três dias e suspendeu as aulas na cidade.
Alcir Pederssetti de 42 anos é o principal suspeito de ter matado a esposa, filha, sogro, sogra e cunhada. Segundo a Polícia Militar, ele se suicidou após ter disparado contra os familiares. Os seis corpos foram encontrados por volta das 7h30min desta quinta (26) pela empregada doméstica da família.
O suspeito era funcionário público e trabalhava há 10 anos na Secretaria de Agricultura de Cordilheira Alta. "Sempre tranquilo, sempre desempenhava suas funções. Inclusive ontem [quarta-feira] ele ficou a tarde toda lá na prefeitura", afirma o Prefeito Mazzioni. De acordo com a polícia, Alcir não possuía antecedentes criminais.

Corpos em casa


Segundo a polícia, a esposa de Alcir, Monica Pederssetti, de 33 anos, teria sido a primeira vítima. Lana Pederssetti, de 16 anos, filha do casal, foi encontrada morta na sala, ao lado do corpo do pai.
Os corpos dos pais de Monica, Antonio Moresco e Luiza Moresco, de 68 e 65 anos respectivamente, estavam em um quarto e o corpo da irmã de Monica, Lucimar Moresco, de 36 anos, estava em outro quarto.

Comoção
 
A família era conhecida no município de 4,1 mil habitantes. Moradores estão abalados com as mortes, especialmente as cerca de 200 famílias, a maior parte de agricultores, moradores do distrito de Fernando Machado, onde ocorreu o crime.
Alguns vizinhos comentaram que ouviram os tiros por volta das 4h30min. No entanto, eles disseram que era comum Alcir atirar quando achava que havia alguém suspeito no terreno, então não deram importância.
Conforme a Polícia Militar, foram nove disparos. 



Fonte: G1 / SC

"Quando me falaram que eram seis corpos, pensei que era trote" afirma gerente de perícias da fronteira

Comunidade de Fernando Machado onde família foi encontrada morta tem cerca de 200 famílias


"Quando me falaram que eram seis corpos, pensei que era trote" afirma gerente de perícias da fronteira MArco Favero/Agencia RBS
Gerente mesorregional de perícias da fronteira, Jean dos Santos nunca viu nada parecido na região 
Foto: Marco Favero / Agencia RBS
Gabriel Rosa e Marina Empinotti

O possível caso de homicídio seguido de suicídio em Cordilheira Alta, cidade de pouco mais de 4 mil habitantes no Oeste de Santa Catarina, surpreendeu até mesmo o perito criminal e gerente mesorregional de perícias da fronteira, Jean Osnildo dos Santos. O perito conta que recebeu a ligação informando de que havia um caso com seis mortos e acreditou se tratar de um trote.

— Em meus dez anos de serviço, só atendi uma única ocorrência em Cordilheira Alta, e era um suicídio. Foi a primeira vez que tivemos que deslocar pessoal para verificar o local.

A comunidade de Fernando Machado, onde ocorreu o crime, tem cerca de 200 famílias. Segundo Santos, nem mesmo a organização do Instituto Médico Legal (IML) de Chapecó, para onde os corpos foram encaminhados, estava preparada para uma ocorrência envolvendo seis vítimas. Ele explica que foi preciso mobilizar agentes de outros horários para que houvesse efetivo para lidar com a situação.


Exame balístico precisará circunstâncias do caso


Santos afirma que ainda não há como saber quantos tiros foram disparados, nem mesmo quantos atingiram as vítimas. Balas foram coletadas na casa da família, mas espera-se exame cadavérico para saber se outras ficaram alojadas nos corpos.

— Os corpos estavam muito ensanguentados, Será preciso aguardar a conclusão de vários exames para podermos elaborar um laudo.

Além do cadavérico, serão feitos exames toxicológicos, de balística e nos celulares das vítimas. Como alguns podem demorar, ainda não há previsão para conclusão do laudo.

Por volta do meio-dia desta quinta-feira, peritos concluíram as investigações no local do crime e liberaram a residência da família para acesso de outros familiares. Parentes de Alcir Pederssetti vivem na região



DIÁRIO CATARINENSE / FOTO 2 GOOGLE EARTH

Cafeína age como estimulante e ajuda na queima de gorduras

 

Substância também melhora a concentração, a capacidade respiratória e ajuda a prevenir o diabetes 

 

Reza a lenda que há muito tempo atrás um pastor de nome Kaldi percebia que suas ovelhas ficavam mais agitadas quando comiam os frutos de um cafeeiro que tinha no seu quintal. Quando o pastor experimentou estes frutos também sentiu uma sensação de maior vivacidade. Lenda ou não, desde o século IV A.C. surgiram os primeiros relatos sobre o café e atualmente se estima que no Brasil seu consumo se aproxime de 710 mil toneladas ou 20 milhões de sacas por ano. Talvez todo este sucesso se deva à uma substância presente no café e de nome bem conhecido: cafeína. 
Bioquimicamente falando a cafeína é classificada como um alcalóide, do grupo das xantinas, grupo este formado também pela teofilina e pela teobromina, encontrada no chocolate. Várias plantas possuem cafeína na sua composição, não sendo exclusiva do café (Coffea arabica), sendo elas: erva mate ( Ilex paraguariensis ), guaraná ( Paullinia cupana ), cacau (Theobroma cacao ), chá ( Camellia sinensis ) e cola ( Cola acuminata). 
Os efeitos da cafeína dentro do nosso organismo já são hoje melhor compreendidos pela ciência. Os benefícios ou prejuízos vão depender de um detalhe: a dose. Dependo da quantidade pode ser um ?santo remédio?, como prevenir a doença de Parkinson e o diabetes, segundo estudos recentes, ou seu excesso se transformar em "veneno", levando a arritmias cardíacas muitas vezes fatais. A dose pode ser letal próximo de 10.000 miligramas, mas acalme-se pois uma xícara de café de 240 ml pode ter de 90 a 200 miligramas. 

Os benefícios da cafeína

A cafeína atua no sistema nervoso central como um estimulante direto por inibir a ação da adenosina, sendo esta substância uma participante do sistema de freio do cérebro, funcionando como um discreto calmante. Ao diminuir os efeitos da adenosina, a cafeína deixa nosso cérebro em constante alerta e com mais atenção e concentração, diminuindo também a fadiga mental.  
É possível que a cafeína também estimule a produção cerebral de neurotransmissores como serotonina e dopamina, funcionando assim como um leve antidepressivo. Mas lembre: tudo dependerá da dose. Estes efeitos benéficos cerebrais da cafeína ocorrem com doses que não ultrapassem 300 mg/dia. Acima disto, pode causar irritabilidade, insônia e até mesmo dificultar a concentração. Aliás, quem dorme pouco por insônia deve evitar o uso do café pelo menos nas 12 horas que antecedem a hora de dormir. 
Outro efeito também conhecido da cafeína é causar uma dilatação dos brônquios pulmonares, otimizando assim a capacidade respiratória. Não à toa os estudos mostram que um dos motivos do melhor rendimento dos atletas com o consumo prévio de cafeína antes das atividades físicas é a melhora da capacidade respiratória com melhor oxigenação dos músculos, melhorando assim seu rendimento. Aliás, além deste benefício, a cafeína diminui a percepção de cansaço pelo cérebro do atleta, fazendo com que o mesmo demore um pouco mais para atingir a exaustão. É sabido também que a cafeína estimula a lipólise por inibir uma enzima chamada fosfodiesterase. O que é a lipólise? Garanto que é aquilo que todo gordinho e também os marombados desejam: utilizar as células de gordura (adipócitos) estocadas em nosso corpo para gerar combustível para queima durante os momentos que o corpo necessita de um extra de energia para manter as atividades musculares que estão sendo exigidas. Este é o famoso efeito termogênico da cafeína, ou seja, ao transformar a gordura em fonte de energia há geração de calor e elevação da temperatura corporal (termogênese).  

Como consumir

 Com tantos efeitos conhecidos da cafeína dentro do corpo humano, o importante é saber utilizá-la com segurança. Na sua forma natural como é encontrada nas plantas (café, chá, chocolate, cola, erva mate ) sua ingestão é mais segura, mas não por isso devemos exceder a dose recomendada. A sugestão de estudos é que não devemos ingerir mais de 300 mg por dia de cafeína (alguns estudos sugerem no máximo 200 mg/dia ).

Cafeína e a dependência

Devo alertar também para o risco de desenvolvimento de dependência da cafeína. A ingestão frequente da cafeína com uma parada abrupta pode causar sintomas de abstinência como dores de cabeça, náuseas e irritabilidade. Nestes casos, a diminuição da sua ingestão deve ser gradativa, aos poucos e com orientação médica. 
Enfim, mais uma vez vale o velho e sempre certeiro bom senso em nutrição: tudo se pode com ponderação e em doses adequadas. Respeitando-se as contraindicações salve o nosso bom cafezinho do dia a dia! Ou alguém discorda?  


YAHOO 

Homem morre em acidente envolvendo moto e carro


Um homem morreu em um acidente entre um carro e uma motocicleta na madrugada desta quinta-feira (26) por volta dos 00h09, no cruzamento da Rua Amandio Gehlen com a Rua Padre Afonso, área central de Marmeleiro.  A colisão envolveu um Fox, placas de Marmeleiro conduzido por Edna Brofatti e uma motocicleta Honda placa de Francisco Beltrão conduzida por Jorge Luiz dos Santos, 33 anos.
O Fox seguia pela Amandio Gehlen que é preferencial quando foi atingido pela motocicleta. Com o impacto da batida o condutor da moto foi arremessado a alguns metros contra uma placa de sinalização e morreu no local. A condutora do veículo não teve ferimentos, mas entrou em estado de choque e socorrida por familiares.
A Polícia Militar foi chamada e acionou a Criminalística para fazer a perícia no local. O corpo de Jorge foi removido ao Instituto Médico Legal (IML) de Francisco Beltrão.


Foto: Luiz Carlos Maciel
Plantão Policial News

Caminhoneiro morre em acidente na PR 280

O acidente foi atendido pela Policia Militar Rodoviária do posto de Mariópolis e pelo corpo de bombeiros de Pato Branco e envolveu o caminhão Scania com placas de Moreira Sales PR que era conduzido por Wanderlei Fabris de 48 anos.
A saída de pista seguida de tombamento aconteceu na PR 280 em Vitorino e o condutor ficou preso às ferragens e morreu antes de receber atendimento dos bombeiros. 
O caminhão estava carregado de farelo e o corpo foi encaminhado ao IML de Pato Branco para necrópsia. 



CampoErê.Com

O LANCHE MAIS GOSTOSO DA REGIÃO É O "MIGNONZITTO"

Quem disse que o melhor tem que ser mais caro ???  
O "Mignonzitto" é o mais barato. E O MELHOR.

WI FI DA MH NET
ACEITAMOS CARTÕES DE CRÉDITO
CADA VEZ MELHOR - COM DOIS NOVOS SABORES DE LANCHES 
 
 Vá conhecer o "Calabrezitto" e o "Coraçãozitto" 

 Sucos naturais e batatas fritas

 
Você vai adorar  
 
   
O  "Mignonzitto" atende de 3ª à 6ª das 16 às 24 horas e aos sábados e domingos das 18 às 24 horas na Paulo Marques próximo à esquina com a Getúlio Vargas.
 
E você também pode acionar o TELE ENTREGA do "Mignonzitto", o fast food mais gostoso da região!!!  Pedidos de 3ª à 6ª das 16h as 23hm, sábados e domingos das 18 às 23 horas pelos telefones 8832-8360 (Claro) e 3323 4682 (OI fixo).  Você também pode ligar, encomendar e passar lá para pegar o lanche e a bebida.

Aguardamos sua visita ou telefonema.