Banner

Banner

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

Nova fase da Operação Regalia é deflagrada e cumpre 40 mandados de prisão em 10 cidades do Estado

Pelo menos 18 órgãos estão envolvidos na ação que começou nesta segunda-feira


Pelo menos 40 mandados de prisão preventiva e 27 de busca e apreensão são cumpridos neste momento em Blumenau, Bombinhas, Itapema, Camboriú, Navegantes, Barra Velha, Indaial, Gaspar, Pomerode e Araquari na segunda fase da Operação Regalia.

A ação apura crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, corrupção ativa e passiva, concussão, prevaricação, facilitação de fuga, falsidades, organização criminosa, que teriam envolvido agentes públicos, particulares e advogados no Presídio Regional de Blumenau.

Pelo menos 18 órgãos de diferentes cidades estão envolvidos na operação que foi deflagrada pela Divisão de Repressão ao Crime Organizado (Draco), que faz parte da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil.

Relembre

A primeira fase da Regalia foi deflagrada em março de 2015. O esquema envolvia a diminuição das penas (remissões ilegais), regalias, facilitação de saídas momentâneas da prisão e de fugas, além do ingresso de drogas e celulares no presídio em troca de dinheiro ou bens materiais.

Ao todo, no ano passado, foram presas 39 pessoas e cumpridos 27 mandados de busca e apreensão. Na mesma semana em que os mandados foram cumpridos, o Departamento de Administração Prisional de Santa Catarina (Deap) nomeou o então diretor da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Itapema, Marco Antônio Elias Caldeira, como interventor e responsável pela administração do Presídio Regional de Blumenau. 



JORNAL DE SANTA CATARINA

Chapecó tem homenagens e ajuda para superar a tragédia

Especialistas apontam que os próximos 15 dias serão difíceis para parentes e amigos das vítimas de acidente aéreo que matou 71 pessoas


Chapecó tem homenagens e ajuda para superar a tragédia Marco Favero/Agencia RBS
Moradores de Chapecó fizeram um abraço coletivo na Arena Condá na tarde de domingo
 
  Foto: Marco Favero / Agencia RBS


Em um dia, a delegação da Chapecoense está voando rumo a Medellín, na Colômbia, para o jogo mais importante de seus 43 anos de história. Chapecó enfeita-se inteirinha com o escudo do clube e faixas de incentivo pela possibilidade de um título inédito. Os moradores desfilam com a camisa da time, orgulhosos. No outro, 71 dos 77 passageiros do avião estão mortos, incluindo jogadores, integrantes da comissão técnica, convidados e profissionais da imprensa local. Decorrida uma semana do desastre, a expectativa de um sonho tornou-se a confirmação de um pesadelo do qual a cidade precisa despertar para encarar a volta à rotina.
Médico de adolescentes com especialização em terapia de família, José Otávio Binato considera que os próximos 15 dias ainda serão de grande pesar e é fundamental respeitar isso – assim como é humanamente compreensível que muitos amigos e familiares continuem prestando homenagens e indo ao cemitério. No entanto, é importante que as instituições tentem, na medida do possível, retomar a normalidade.
— Os poderes públicos fizeram a sua parte, com as solenidades e a organização de todo o processo burocrático e logístico para a realização dos funerais. A partir de agora, é importante não ficar mexendo desnecessariamente nessa ferida, que vai demorar a cicatrizar – diz, com a experiência de quem atuou no atendimento às famílias após o incêndio na boate Kiss, em Santa Maria (RS), uma tragédia que também envolveu jovens que estavam em um momento festivo e tiveram a vida interrompida.
Desde o dia seguinte ao acidente, o comércio funciona normalmente, com o verde do time tingido pelo preto do luto em vitrines e fachadas. A universidade reabre as portas hoje. Pelas ruas, o uniforme da equipe continua sendo o traje quase obrigatório, em homenagem àqueles que se foram. O choque ganha contornos traumáticos maiores por envolver ídolos, pais, maridos e filhos de um município com 210 mil habitantes, onde todos se conhecem. Segundo o psiquiatra Omar Cassol Jr., que tem família em Chapecó e vive em Florianópolis, a proximidade, o parentesco e os laços de amizade acentuam o sofrimento de cada um.
— No consultório, ouço muito a pergunta: ¿Essa dor vai passar?¿ Costumo dizer que a perda e a saudades são para sempre; mas a dor, não. Em algum momento, ela se torna suportável a ponto de a vida voltar a andar. Retornar à rotina vai depender do estado emocional de cada um. Não adianta ir para o trabalho se você não consegue parar de chorar, por exemplo – diz.


Sensibilidade com as crianças e apoio na fé

 
Cassol explica também que a suspensão das aulas e de outras atividades faz parte da reação da cidade para se proteger e dar espaço para as pessoas assimilarem as perdas individual e coletivamente. O luto coletivo pode auxiliar familiares e amigos, como se a dor fosse diluída por todos. Em relação às crianças, tanto ele quanto Binato rejeitam as ¿mentirinhas¿ para preservá-las. 
– Histórias como ¿o papai está viajando¿ ou ¿foi trabalhar e ainda não voltou¿ não devem ser contadas. Elas podem ser pequenas e não entender tudo o que está acontecendo, mas criança é sensibilidade pura. Procure a linguagem adequada para cada idade e comunique o que ocorreu. Essa é uma função dos pais e responsáveis, mas os professores e as escolas também precisam ter sensibilidade para lidar com o assunto.
Além das indicações dos especialistas, o ministro da igreja católica Renato Colpani receita fé para superar a dor. Ele conduziu o Pai-Nosso rezado pelos cerca de 100 torcedores que se concentraram no portão 12 da Arena Condá às 17h de ontem, mesmos local, horário e dia em que a Chapecoense jogaria contra o Atlético-MG pela última rodada da Série A do Campeonato Brasileiro. 
– Vamos pedir ao Pai do céu que nos conforte, que dê paz às pessoas que perderam seus entes queridos, para que no primeiro jogo que tiver em Chapecó nós fazermos uma festa que essa cidade nunca viu. Tenho certeza de que Aquele que está lá em cima vai tirar todo e esse peso das nossas costas – garantiu, após exortar os participantes a levantarem a cabeça no momento da oração para o mundo ver que eles irão seguir em frente. 
Dali, o grupo partiu para um abraço coletivo na estátua do mascote do time, o índio Condá, e em uma das laterais do estádio. Sempre entoando cânticos do time, os torcedores finalizaram a manifestação diante da loja oficial do clube, onde rezaram novamente. O presidente da torcida organizada Garra Independente, resumiu o sentimento reinante:
– É muito difícil (esquecer a dor). Mas vamos tocar a vida, apoiar a Chapecoense e torcer para que venham jogadores e diretoria tão bons como os que tínhamos.




O Sol Diário

Verità Moda



Sentiremos saudades, mas em nossos corações ficarão eternizados para sempre. A oração nos conforta por isso convidamos a todos para missa de sétimo dia celebrada na Catedral Santo Antônio com a presença do Presidente da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) Dom Sergio da Rocha. #ForçaChape

Elize Matsunaga é condenada a 19 anos e 11 meses pelo assassinato do marido em São Paulo

A bacharel em direito matou e ocultou o corpo de Marcos Kitano Matsunaga em maio de 2012

Elize Matsunaga é condenada a 19 anos e 11 meses pelo assassinato do marido em São Paulo MARCELO GONCALVES/SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
 
Foto: MARCELO GONCALVES / SIGMAPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
 
 
Elize Matsunaga foi condenada a 19 anos, 11 meses e um dia de prisão em regime fechado pela Justiça de São Paulo, na madrugada desta segunda-feira. A pena foi aplicada a bacharel em direito por matar, esquartejar e ocultar o corpo de seu marido Marcos Kitano Matsunaga, diretor da Yoki alimentos, em maio de 2012.
Iniciado na última segunda-feira, o julgamento durou sete dias e foi um dos mais longos da história da justiça paulista. O júri foi formado por quatro mulheres e três homens. Segundo o portal G 1, eles ficaram reunidos por mais de duas horas e trinta minutos para definição do veredito. Ainda de acordo com o portal, o juiz Adilson Paukoski leu a sentença às 2h07min desta segunda-feira.

O site ressalta ainda que Elize ouviu a sentença vestida com camiseta branca, calça caqui e chinelo de dedos com as mãos para trás. Ela foi condenada a 18 anos e 9 meses por homicídio sem chances de defesa da vítima, e mais 1 ano, dois meses e 1 dia por destruição e ocultação de cadáver.

Os jurados não consideraram as qualificadoras "motivo torpe" (por vingança e dinheiro) e "meio cruel" (que a vítima ainda estaria viva quando foi esquartejada), pedidas pela promotoria.

 

ZERO HORA

Prefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone subtropical

Aulas serão suspensas em nove unidades de educação municipal danificadas pelos fenômeno; grande preocupação é alertar que a cidade ainda pode receber nas próximas horas ventos de até 60 km/h

Prefeitura de Florianópolis decreta emergência após ciclone subtropical Gabriela Wolff/Agência RBS
 
Campeche teve árvores e postes caídos; região ficou sem luz Foto: Gabriela Wolff / Agência RBS
 
 
A prefeitura de Florianópolis decretou Situação de Emergência na cidade após os estraggos provocados pelo ciclone subtropical, com ventos de até 118 km/h, na madrugada deste domingo. O decreto deve acelerar a atuação dos órgãos municipais em atendimento aos atingidos pelo fenômeno.
No final da tarde deste domingo, o prefeito Cesar Souza Junior reuniu no gabinete secretários, Bombeiros e representantes da Defesa Civil Municipal e Estadual. A grande preocupação de todos é orientar e alertar a população de que a cidade ainda pode receber nas próximas horas ventos de até 60 km/h. A orientação é para que ninguém suba em telhados ou tente cortar árvores sem acionar a Defesa civil ou Bombeiros.
O Secretário da Educação, Rodolfo Pinto da Luz, informou que nove escolas foram atingidas, com destelhamentos e ginásios de esporte danificados. As aulas devem ser suspensas nessas unidades na segunda-feira, conforme informações do prefeito, porém elas ainda não tiveram os nomes divulgados.  
Já foram contabilizados pela prefeitura mais de 200 relatos de pessoas atingidas pela ventania, com árvores caídas e destelhamentos. A expectativa é de que a situação se normalize na cidade em até 10 dias. O ciclone deste domingo é o maior ocorrido em pelo menos 10 anos em Florianópolis, segundo relato das autoridades municipais. 

Uma pessoa ferida e 25 resgatados na Ilha do Campeche

Um homem machucou a cabeça depois que um poste caiu sobre ele no bairro Carianos, no Sul da Ilha. Conforme os bombeiros, o poste ficou escorado numa viga, por isso a vítima, que caiu no chão, só teve ferimentos leves. Foi socorrido pela equipe de terra do Arcanjo, já que o acidente foi perto do aeroporto. 




Zero Hora

Horóscopo 2ª feira 05 de dezembro de 2016


aries
Você tem que levar tudo muito a sério, e falar a verdade, principalmente na área do trabalho, do emprego e dos seus compromissos financeiros. Viagem longa está beneficiada e pode dar certo. Recebimento do que lhe devem. Não será fácil compreender a pessoa amada.  
taurus
Organize sua pauta de trabalho e não saia dela por nenhum motivo. Mas resolva cada questão em separado. Misturando as coisas você vai ficar assoberbado e perder o fio da meada. Mas no amor está muito bom. O diálogo e o companheirismo facilitam tudo para você. Sorte no jogo  
gemini
Dê expansão as suas idéias e aos seus sentimentos. Dê o melhor de si no seu trabalho e nos seus projetos de vida. Mas faça tudo sozinho e com muita coragem. Ninguém vai lhe ajudar. Falta de sorte para emprego. No amor, algo vai dar como você espera.  
cancer
Mesmo que amigos e familiares influentes estarem ao seu lado, em qualquer situação, não significa emprego, de negócios e de ganhar dinheiro. Saiba agradecer a pessoa amada, marido ou a esposa, por alguma coisa gratificante. Deixe de ciúme exagerado.  
leo
A situação financeira precisa ser analisada com método e economia. Valorize o que tem em mãos e adquira somente aquilo que realmente estiver precisando. Para quem não tem emprego, há chance de conseguir trabalho e se colocar bem, daqui para frente. Apoio de seu amor.  
virgo
Não exagere no momento de criticar e nem de exigir demasiado dos outros. Você pode magoar alguém e até se portar de uma forma injusta ou cruel, na família. O desgaste físico pode causar gastrite e problema dos intestinos. Relaxe. Seja feliz no amor.  
libre
O excesso de sentimentalismo e fantasia, no setor amoroso, pode passar para você uma imagem que não corresponde à verdade. Firme os pés no chão e analise melhor as situações que se apresentam, no campo do amor e das amizades. Passeios que podem desagradar.  
scorpion
Cuide dos mais velhos e das crianças da sua família em especial. A casa e o lugar onde mora, pode precisar de uma reforma, algum conserto, reparo ou mudança no ambiente. No campo amoroso, converse com o seu parceiro com alegria e camaradagem.  
sagittarius
Faça tudo para manter o crédito e o bom nome, pagando as contas em dia e andando direito e agindo de forma justa e honesta. Não desvie dos principais objetivos e rumos saudáveis. No amor, tire proveito de uma situação e aceite a ajuda de seu amor.  
capricorn
Você pode ser bem sucedido em negócios com carro, eletrônico e assuntos de informática. Mas tudo deve ser combinado nos mínimos detalhes. Não confie muito nas promessas que lhe fizerem. Exija preto no branco e com testemunhas. No amor está muito bom.   
aquarius
Você hoje pode ser exigido e ter muitas responsabilidades a cumprir. Talvez precise da ajuda e colaboração de um amigo, de Sagitário ou de Gêmeos. O trabalho exige dedicação e eficiência. A pessoa amada pode não cumprir o que lhe prometeu.  
pisces
Você pode sofrer pressões e injustiças, por parte de uma pessoa nervosa e descontrolada. Não de lado para que esse tipo de pessoa se insurja na sua vida privada e nem no seu trabalho. Procure manter a calma e o ambiente pacífico. No amor, surpresas e alegrias, em breve.
Yara Ramos  -  Banda B

domingo, 4 de dezembro de 2016

Missa de sétimo dia para vítimas de acidente da Chapecoense ocorre na terça-feira em Chapecó

Missa de sétimo dia para vítimas de acidente da Chapecoense ocorre na terça-feira em Chapecó Cristiano Estrela/Agencia RBS

Foto: Cristiano Estrela / Agencia RBS


O início da semana ainda reserva novas homenagens às pessoas que perderam a vida no acidente com o avião da Chapecoense, na Colômbia. A Catedral Santo Antônio, no Centro de Chapecó, será o palco da missa de sétimo dia em homenagem aos 71 passageiros e tripulantes mortos no voo da Lamia que caiu nas proximidades de Medellín, na madrugada do dia 29 de novembro. A missa será celebrada na terça-feira, dia 6, às 19h.
Na Catedral Metropolitana, em Florianópolis, também haverá uma celebração para homenagear os mortos na tragédia.Ela acontece na terça-feira, às 19h, na catedral em frente à Praça XV de Novembro. 
Para o jornalista André Podiacki, repórter de esportes do Diário Catarinense, serão celebradas duas missas de sétimo dia: a primeira ocorre nesta segunda-feira, às 19h, na Igreja Nossa Senhora da Glória, no Balneário, região continental de Florianópolis — onde morava o jornalista. No dia seguinte, na terça-feira, a missa ocorre na Capela do Figueirense, junto ao Estádio Orlando Scarpeli, às 19h. 


Acidente na Colômbia deixou 31 mortos 

   
O acidente com o time da Chapecoense ocorreu na madrugada da última terça-feira, a poucos quilômetros do aeroporto de Medellín, onde o time enfrentaria o Atlético Nacional, na quarta-feira, dia 30 de novembro, pela final da Copa Sul-Americana. No avião da empresa boliviana Lamia haviam 77 passageiros e tripulantes, dos quais 71 morreram. Seis pessoas sobreviveram à tragédia, a maior da história do esporte mundial.


Diário Catarinense 

Acidente em São Domingos envolve carro de Quilombo

O acidente ocorreu por volta das 11h45min do dia 03 de dezembro de 2016, no Km 51 da  SC 480, no município de São Domingos. Trata-se de uma saída de pista simples envolvendo um Fiat Palio WK Adventure de Quilombo, condutor de 18 anos, ferido grave, e os danos no veículo foram de pequena monta.
PMRV SC

Vítimas de acidente com voo da Chapecoense são sepultadas em todo o Brasil

Vítimas de acidente com voo da Chapecoense são sepultadas em todo o Brasil Marco Favero/Agencia RBS
Foto: Marco Favero / Agencia RBS


Depois da cerimônia de homenagem às vítimas do acidente da Chapecoense, os corpos dos jogadores, jornalistas e dirigentes foram levados para velórios e sepultamentos em suas cidades natais. A informação preliminar é que 16 seriam sepultados em Chapecó. As vítimas que não eram nascidas na cidade do Oeste seguiram para suas cidades de origem, onde receberam mais homenagens.
Dos 50 corpos velados em cerimônia coletiva na Arena Condá, 15 foram colocados de volta no avião da FAB, por volta das 17h, e levados para o Rio de Janeiro. De lá foram encaminhados para suas cidades natais onde a última despedida aconteceu neste domingo.
No Rio Grande do Sul, 11 vítimas foram veladas ao longo deste fim de semana. O corpo de Laion Espíndola, 29 anos, que era repórter do GloboEsporte.com, foi velado na sua cidade natal, Terra de Areia, no Litoral Norte. O corpo foi enterrado na tarde de domingo, no Cemitério Municipal. O repórter da RBS TV de Chapecó, Giovane Klein Victória, 28 anos, foi velado de início em uma cerimônia fechada para a  família e amigos no Estádio Boca do Lobo, em Pelotas. Depois  o local foi aberto à comunidade. O sepultamento aconteceu às 10h deste domingo no Memorial Pelotas.
Chapecó
 
Parque Jardim do Éden-  8 vítimas, nomes confirmados foram:
Sandro Pallaoro - sepultamento às 10h deste domingo
Anderson Paixão
Ricardo Philippi Porto
Nilson Folle Junior
Fernando Shardong
Edson Luiz Ebeliny, o Picolé.
Cemitério Municipal de Chapecó –  nomes confirmados:
Emersson Fábio Di Domenico, supervisor de futebol
Gilberto Pace Thomaz, assessor de imprensa
Florianópolis 
André Luiz Goulart Podiacki – Velório na capela do Cemitério do Itacorubi, em Florianópolis, mesmo local do enterro
Djalma Araujo Neto - velado na capela do Cemitério do Itacorubi, em Florianópolis, e enterro no Cemitério Municipal de Canajurê.
Palhoça 
Bruno Mauri da Silva - velório no Campo do Avante, no bairro Pachecos, em Palhoça, e sepultado no Cemitério Bom Jesus de Nazaré
Monte Aprazível (SP) 
Deva Pascovicci, narrador da Fox Sports. Sepultamento no domingo
Mirassol (SP) Lilacio Pereira Junior, coordenador de transmissões externas da FOX Sports
Ribeirão Preto (SP) -
Gimenez. Velório no domingo, sepultamento entre 9h e 16h.
Matão (SP) Canela, jogador

Itapevi (SP) jogador Sergio Manuel
São Paulo Sérgio Manoel, jogador

Campos dos Goytacazes Bruno Rangel

Balneário Camboriú 
Delfim Pádua Peixoto Filho – cremação domingo
Aracaju 
William Thiego, zagueiro. Previsão do enterro é domingo.
Rio de Janeiro 
Guilherme Marques, repórter. Cremado no Memorial do Carmo
Guilherme Van Der Laars, produtor. Enterrado no cemitério São João Batista
Ari Júnior, repórter cinematográfico - enterrado na cidade de Trindade, em Goiás
Victorino Chermont, repórter – Velório domingo na sede do Clube de Regatas Flamengo
Paulo Julio Clement, jornalista. Domingo, 11h: velório. Enterro às 16h São João Batista
Rodrigo Santana, repórter cinematográfico.
Bom Jardim (RJ)
Thiaguinho, atacante. Velado domingo na Câmara Municipal. Enterro às 16h

Porto Alegre 
Filipe Machado – Velório domingo na Arena do Grêmio. Cremado em Cachoeirinha

Kempes, atacante. Cremação domingo em Porto Alegre

Matheus Biteco, volante. Velório domingo e enterro Cemitério Jardim da Paz em Porto Alegre

Josimar, volante – Velório domingo no campo do Progresso Futebol Clube

Dener, lateral. Velório e cremação domingo.

Cinzas para Bagé
Eduardo Luiz Preuss, dirigente da Chapecoense – Velório na noite de sábado. Domingo enterro no cemitério Parque Jardim Bela Vista.

Caxias do Sul Adriano Bittencourt, segurança. 

Farroupilha
Rafael Corrêa Gobbato, fisioterapeuta. Enterro domingo de manhã no Cemitério de Monte Bérico

Terra de Areia
Laion Espíndola, jornalista. Velório sábado e enterro às 15h de domingo no Cemitério Municipal

Pelotas 
Giovane Klein Victória, jornalista. Velório no campo do Boca do Lobo durante toda a madrugada. Enterro às 10h de domingo no Cemitério Memorial.

Erechim
Renan Agnolin, jornalista. Velório no sábado e sepultado no domingo no Cemitério Jardim da Saudade

Recife 
Cleber Santana, meia. Velório no Salão Nobre da sede do Sport

Cianorte (PR) 

Danilo, goleiro.  Velório será no Centro de Eventos Carlos Yoshito Mori. O horário do sepultamento às 11h ou às 16h deste domingo, no Cemitério Municipal de Cianorte.

Nova Cruz (RN) 
José Paiva, o Gil, meio campo. Velório e enterro no domingo

Salvador (BA)
Ananias, jogador. Enterro no cemitério Jardim da Saudade

Maceió (AL) 
Arthur Maia, jogador. Local ainda não divulgado

Juiz de Fora (MG) 
Marcelo Augusto Mathias da Silva, zagueiro. Velório será na Câmara Municipal e o enterro, no Cemitério Municipal.

Belo Horizonte (MG) Anderson  Boião, preparador físico. Loca do velório e horário do enterro  não confirmados

Itapevi (SP)Sergio Manoel

Santo André (SP)Luiz Cesar

Curitiba (PR)Caio Junior, técnico. Houve  missa aberta ao público na Igreja dos Passarinhos, no bairro Bigorrilho.

Kempes será cremado em Porto Alegre

Resultado de imagem para Atacante da Chapecoense Kempes
Atacante da Chapecoense, Everton Kempes, 34 anos, está sendo velado na manhã deste domingo no Crematório Metropolitano, em Porto Alegre. A família pediu que não fossem feitas imagens da cerimônia, iniciada por volta de meia-noite, quando o corpo chegou de Chapecó, após o velório coletivo realizado na Arena Condá. 
Natural de Carpina (PE), o centroavante iniciou a carreira no Paraná e passou por mais de uma dezena de clubes brasileiros, entre eles América-MG, 15 de Novembro, de Campo Bom, Novo Hamburgo, Ceará e Criciúma. Atuou também no Japão, defendendo Cerezo Osaka e JEF United. Levando no nome uma homenagem ao jogador argentino Mario Kempes, o pernambucano desfrutava de uma temporada produtiva na Chape – foram 16 gols em 2016, nove deles no Campeonato Brasileiro. 
Kempes deixa a mulher, Vanessa, 34 anos, e dois filhos, um menino de sete anos que sonha seguir a carreira do pai e uma menina que completa três em 10 de dezembro. A família, que neste ano morou em Chapecó para acompanhar o jogador, tem casa em Porto Alegre. 
– Ele era maravilho com as crianças. Nunca vi um pai assim – diz Fatima Cesar, sogra do jogador. 
A aposentada recorda do último contato com o genro, no domingo 27 de novembro, pouco antes de a equipe catarinense enfrentar o Palmeiras pelo Brasileirão. "Meu querido, bom jogo. E depois uma boa viagem", escreveu ela via WhatsApp, fazendo referência ao embarque, no dia seguinte, para a Colômbia, onde a Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. "Obrigado, minha querida. Mas eu ainda posso melhorar mais", respondeu Kempes. 
A cerimônia de despedida está prevista para as 10h deste domingo.  



Diário Catarinense

Colisão frontal deixa casal ferido na BR 386

Rodovia registrou pelo menos três acidentes entre a tarde e a noite deste sábado
Colisão frontal deixou casal ferido, em Soledade | Foto: Divulgação / PRF
Colisão frontal deixou casal ferido, em Soledade 

Foto: Divulgação / PRF


Um casal ficou gravemente ferido em uma colisão frontal ocorrida na noite deste sábado, no km 229 da BR 386, em Soledade. O filho das vítimas não sofreu escoriações, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que atendeu a ocorrência.
Segundo a PRF, o carro que a família viajava, um Fiat Palio emplacado em Carazinho, foi atingido por Vectra com placas de Belmonte-SC que tentou ultrapassagem em local proibido colidindo com o outro carro. A força do impacto deixou a mulher presa às ferragens, sendo necessária a ajuda dos bombeiros para liberar a vítima.
O motorista do Vectra recusou-se a prestar o teste do bafômetro e uma garrafa de cachaça foi encontrada no interior do veículo. Os pneus estavam em más condições, conforme a PRF. O condutor, que não se feriu com gravidade, foi encaminhado ao hospital de Soledade.
Também na tarde deste sábado, um acidente na BR 386 vitimou fatalmente uma mulher de 22 anos.  Ela estava em um carro que saiu da pista e, de acordo com a PRF, por estar sem cinto de segurança, acabou jogada para fora do veículo. Já no km 409, em Montenegro, outra colisão deixou seis pessoas feridas. Elas foram encaminhadas ao Hospital de Montenegro, segundo a PRF, e já não correm risco de morrer.  



PRF RS / C do Povo

Mega Sena 1882

Sorteio foi realizado em São Gabriel da Palha, ES

  • 09 - 10 - 19 - 35 - 37 - 41
Premiação:
Sena —  não houve acertador
Quina —  25 apostas ganhadoras, R$ 64.051,30
Quadra — 3.054 apostas ganhadoras





Zero Hora                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                





Horóscopo domingo 04 de dezembro de 2016

aries
Se você for organizado e prudente tudo vai se encaixar como planejou. Insista nos planos de mudança e de viagem. Leve a sério as questões profissionais e terá bom resultado. Reencontro no amor para breve. Mas converse e esclareça tudo o que precisa.  
taurus
As dificuldades que vem se arrastando há muito tempo, podem ser amenizadas se você procurar soluções práticas e simples para as dúvidas e incertezas. Leve avante seus planos e projetos. O amor e a felicidade estarão voltando em breve. Reconciliação.  
gemini
Neste final de ano você tem que se cuidar, sobretudo da alimentação, para que possa conservar o bem estar e a alegria de viver. Você precisa consultar seu médico e traçar metas de tratamento sério, para agora e o ano que vem. Mas não espere muito da pessoa amada.  
cancer
Sua presença vai marcar, pelo seu charme, seu poder de atração, de impressionar bem as pessoas e até iludi-las com promessas que não pode cumprir. Respeite os sentimentos e os direitos dos outros, tanto quanto quer que respeitem os seus. Atração física no amor.  
leo
Os caminhos continuam abertos e as oportunidades de realização e de esperanças concretizadas estão caminhando bem. Aproveite a boa vontade de empregados e associados, que tudo fazem para ajudar e tornar sua vida mais leve e mais amena. Cuide bem do seu amor.  
virgo
Os contatos com superiores e chefes podem ser bem sucedidos, desde que respeite os direitos dos demais e que procure ser útil aos que precisarem de você, como crianças e idosos. Boa sorte em concurso e trabalho. Boa sorte no emprego e boa sorte no amor.  
libre
Nas reuniões de parentes e familiares, as lembranças do passado virão à tona. Você pode ser feliz ou infeliz de novo, de acordo com o tipo de recordação. O diálogo vai resolver muitas coisas e vai dar novas sugestões a sua vida de um modo geral. Alegrias no amor.  
scorpion
Nada de ficar remoendo mágoas e revolvendo questões antigas que lhe deram desgosto. Encerre esse capítulo e olhe para o futuro com mais esperança no porvir. Você tem motivos para ficar animado, eufórico e esperançoso. A amizade com seu parceiro é importante.  
sagittarius
Você também, olhe o futuro de uma forma mais otimista e positiva. Seu bom humor pode contribuir para isso. Mas deixe a irreverência de lado. Pense bem no que vai dizer ou declarar. Você pode complicar os outros e a você mesmo. A pessoa amada vai gostar de ajudar.  
capricorn
Restam ainda algumas preocupações e trabalhos que ainda não foram concluídos. Mas você vai dar conta de tudo isso, se souber se manter organizado, prudente e objetivo. Os assuntos ligados à lei e a justiça, devem ser levados a sério. O amor está se firmando mais.
 
 
Yara Ramos - Banda B   

sábado, 3 de dezembro de 2016

Médicos dizem que Danilo não foi resgatado com vida do acidente

 Foto: Reprodução/Facebook oficial Danilo Padilha
Durante entrevista coletiva neste sábado, o diretor clínico do hospital San Vicente Fundación, de Medellín, Ferney Rodriguez Tobón, desmentiu a informação de que o goleiro Danilo teria sido resgatado com vida e falecido horas depois, como foi noticiado na última terça-feira pelo diretor da clínica San Juan de Diós de La Sierra, que recebeu outros feridos.


Segundo o médico da CBF, Jorge Pagura, ao contrário do que foi informado, Danilo não foi levado a nenhum dos três hospitais que atenderam os sobreviventes do acidente, mas diretamente ao IML. De acordo com Pagura, só foram encaminhados aos hospitais os pacientes com algum sinal de vida.


Torcedores.com/ CLICRBS 

Goleiro mostra força após amputação: "prefiro vida à perna"

Os médicos colombianos e da Chapecoense, que acompanham a evolução dos sobreviventes da tragédia que envolveu a delegação da equipe catarinense, voltaram a falar na tarde deste sábado sobre o estado de saúde dos jogadores sobreviventes ao acidente. A atualização do boletim, que foi feito em entrevista coletiva, teve como destaque principalmente uma declaração do goleiro Jackson Follmann.
Foto: Reprodução
 
Extubado há mais de 24 horas, o goleiro já conversa com os médicos e familiares e demonstra uma boa condição psicológica em relação à sua situação. De acordo com o relato dos doutores, Jackson Follmann está ciente da amputação e declarou: "Prefiro a vida do que a perna. Vamos tirar isso de letra".
Os outros sobreviventes também estão demonstrando melhoras. O lateral esquerdo Alan Ruschel, que iniciou a semana correndo o risco até de ficar tetraplégico, também foi extubado na última sexta-feira e não apresenta lesão medular. O jogador inclusive está conseguindo movimentar os quatro membros e já conversa normalmente com a família.
Já a situação do zagueiro Neto inspira mais cuidados. Último sobrevivente a ser resgatado no local do acidente, o jogador continua sedado e tem uma contusão pulmonar, inspirando maior atenção da equipe médica.
Outro que apresenta evolução é Rafael Henzel. Ainda intubado e respirando com ajuda de ventilação mecânica, o jornalista teve melhora nos sinais de infecção.
A entrevista coletiva foi concedida por três dos principais médicos que acompanham a recuperação dos atletas: Marcos André Sonagli, ortopedista da Chapecoense, Edson Stakonski, intensivista de Chapecó, e Ferney Tobón, diretor clínico do hospital San Vicente Fundación.  




TERRA

Motorista ferido em capotamento no acesso de Herval d´Oeste

 

 O motorista de um Gol, placas MGY-4400 de Água Doce, ficou ferido ao capotar por volta das 13h10min deste sábado (3) no Acesso Egídio Pozzobon, em Herval d´Oeste.
 De acordo com testemunhas, o veículo descia o acesso, quando o condutor perdeu o controle da direção e passou direto na curva, caindo no barranco.
 A vítima foi socorrida pelos Bombeiros e encaminhada ao Hospital Universitário Santa Terezinha com suspeita de fratura nos braços.
 O homem relatou que reside em Campos Novos, e estava vindo visitar a namorada. O guincho que passava pelo local removeu o carro.  

Caco Da Rosa

Caco Da Rosa

Jogadores do Inter reiteram desejo de não ter rodada e aceitam rebaixamento

 Antes do treinamento o representantes do elenco do Inter se manifestaram novamente. O meia Alex foi o responsável por reiterar as palavras de quinta-feira. Mas desta vez deixando ainda mais claro que aceitam a queda imediata. 

 "Nos reunimos e achamos necessário reiterar o que foi dito ontem. E ontem já explicamos assim, mas acabou que não foi bem entendido. Não temos qualquer coisa para acrescentar, mas explicar melhor. Nosso desejo e de outros jogadores também, não é melar o campeonato. Mas sim, a não realização da última rodada, independente das regras, porque sabemos do campeonato horrível que fizemos", disse Alex. 

 Questionado diretamente sobre a queda do Inter, pela posição em que se encontra na classificação, Alex foi ainda mais claro. 

 "Vou repetir para que se compreenda totalmente. Se for o caso, aceitamos a posição em que nos encontramos, reconhecendo o campeonato ruim que nós fizemos. É isso. Não é pensar em campeão, em rebaixado, nada mais importa. Só o sentimento pelo que aconteceu", completou. "Vamos acatar o que for definido, se tivermos que jogar, vamos jogar. Mas nosso sentimento é de não ter a última rodada, e sendo assim, podemos ser rebaixados", completou. 

 Alex ainda foi responsável por informar que a manifestação dos jogadores do Internacional não partiu da direção, mas de uma reunião entre eles. 

 "Coloquei uma situação, que fomos falar porque a diretoria nos pediu, nos obrigou, isso não existe, não aconteceu. O Vitorio veio falar depois e cada um independente da opinião, colocamos nosso sentimento. E surge uma dúvida, de aceitar ou não ser rebaixado. E é independente de tabela, sendo assim, sabemos do campeonato horrível que fizemos e não vamos nos omitir. Nós somos os mais interessados, e aceitamos. Viemos manifestar nossa solidariedade e falar que se todos queiram que não tenha jogo, mesmo o Inter na zona do rebaixamento aceita isso, continuando ali e aceitando as regras", afirmou. "Não temos realmente nenhum desvio de caráter, ninguém está fugindo ou querendo fugir disso. Quero deixar bem claro que não estamos a mando da diretoria nem ontem nem hoje. Temos nossa opinião e estamos esclarecendo isso", completou. 

 O armador esteve, na coletiva, acompanhado dos demais líderes do elenco. Danilo Fernandes, Ceará, Ernando, Paulão e Rodrigo Dourado estiveram na manifestação. 

 "Em respeito a situação toda pelas pessoas envolvidas, inclusive jornalistas, não vamos nos negar a jogar. Não queremos melar o campeonato. A homenagem vai seguir sendo feita, e mesmo como eu falei que era um sentimento, e ele continua, por várias pessoas, e nada se compara a isso", falou. 

 A nova manifestação ocorre por conta da surpresa do elenco com a manifestação da direção do clube que sucedeu a entrevista de Alex na quinta-feira. Entre outras coisas, o presidente Vitório Píffero disse que o Brasileiro ficaria 'incompleto' e que rebaixar o Inter 'não seria a melhor opção'. 

Em dia de luto, torcedores lembram amor à Chapecoense na Arena Condá

Em dia de luto, torcedores lembram amor à Chapecoense na Arena Condá Cristiano Estrela/Facebook

Foto: Cristiano Estrela / Facebook


Acostumada a ouvir o grito da torcida nas últimas vitórias do Verdão do Oeste, a Arena Condá, no centro de Chapecó, se tornou palco de lamento. As orações, o choro e os abraços de solidariedade tomaram as arquibancadas do estádio nesta terça-feira, enquanto a cidade tentava assimilar as perdas com a tragédia do voo que transportava time, dirigentes e a imprensa para a partida em Medellín. Mais do que ídolos do esporte, todos choravam o luto de familiares, amigos, colegas.  eram algumas dessas pessoas. 

Em meio a um vai e vem de milhares de moradores e torcedores, Cristiano, Ricardo, Luiz, Claudinei, Julia, Gabriela e Eduarda passaram o dia no campo e nas arquibancadas do estádio reunidos em solidariedade aos que estavam no avião que transportava a equipe da Chapecoense   rumo à Colômbia, onde deveria acontecer o primeiro jogo da final da Copa Sul-Americana
Em meio a comoção e consternação pela tragédia, Ricardo da Silva, 38 anos, chora também uma perda pessoal. Era cunhado do radialista Edson Ebeliny, o Picolé, uma das 71 vítimas do acidente. 
— A gente recebeu uma notícia muito triste nesta madrugada, a perda de uma grande paixão de Chapecó, que é o nosso time. A gente acabou vindo para cá, prestar o luto — diz.
Com a voz embargada, Cristiano Marcos Pinheiro, 31 anos, também se emociona ao lembrar que frequenta o local desde novo. Envolto com a bandeira da Chape e vestindo a camisa verde e branca, ele lembra que ia ao local acompanhado pelo pai, que nas primeiras vezes o ajudava a subir os degraus da arquibancada.
— A gente não tem palavras para explicar. Não consegue aceitar. Não sabe o motivo. Se tem alguma coisa maior que envolve a gente. Não consegue entender por que esse tipo de coisa acontece com pessoas tão simples e trabalhadoras, que são as pessoas da nossa cidade — lamenta. 
A jovem Luiza Winckler, 17 anos, lembra que demorou a acreditar que a notícia da queda do avião era verdadeira. Incrédula, ela conta que só depois de ler os depoimentos dos fãs da Chapecoense é que aceitou o fato.
— Estava com esperança de que fosse achar todos vivos e trazer eles em segurança — comenta. 
Emocionado, Claudinei da Silva, 31 anos, chama os jogadores de irmãos. Para ele, o time representava não apenas Chapecó, mas o Oeste de Santa Catarina perante o Brasil e o mundo. O torcedor, que cobria os ombros com a bandeira do time, lembra que o grupo vinha de uma campanha "maravilhosa, que só dava orgulho para nós". 
Já as amigas Julia Voicolesko, Gabriela Verdy e Eduarda Zanella, de 16 anos, sorriam ao responder sobre o futuro da Chape depois do acidente. Para elas, o clube "é uma paixão, uma família", e independente de quanto tempo demorar, continuarão torcendo e apoiando o time que representa "a capacidade de evoluir tanto em tão pouco tempo".

 
 
 Diário Catarinense

Velório coletivo dos mortos na queda do avião que levava comitiva da Chapecoense à Colômbia


Aviões atrasam em Manaus e devem chegar a Chapecó às 10h deste sábado


Aviões atrasam em Manaus e devem chegar a Chapecó às 10h deste sábado Bruno Alencastro/Agencia RBS

Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS


A previsão dos três aviões que transportam as vítimas do acidente com a Chapecoense saírem de Manaus por volta das 2h da manhã não se confirmou. Os Hércules C130 da Força Aérea começaram a sair perto das 4h da Base Aérea de Manaus e com isso devem chegar a Chapecó por volta das 10h. As informações são da Globo News, confirmadas pela Aerounática. O motivo do atraso foi uma homenagem de um time local de Manaus que foi feita ao prefeito de Chapecó, afirma a assessoria da Força Aérea Brasileira (FAB). 
Segundo a FAB, os aviões começaram a sair pouco antes das 4h e a previsão de pouso é entre 9h30min e 10h deste sábado.  
Apenas duas aeronaves decolaram da Base Área de Manaus. A assessoria da FAB informa que que as urnas foram realocadas nestas duas aeronaves, sendo que cada uma levou 25 urnas. 



G   1