Banner

Banner

sábado, 30 de agosto de 2014

Colisão mata motociclista em Jaraguá do Sul



 
Às  das 17h43min do dia 30 na SC 110 Km 81,700 no município de Jaraguá do Sul ocorreu uma colisão frontal envolvendo o veículo VW Gol de Vitor Meireles conduzido por Adriano Schidene de 20 anos e a motocicleta Honda CG 150 de Pomerode conduzida por Luiz Fernando de Oliveira de 27 anos de idade que veio a falecer no local do acidente. 


PMRV SC

MEGA SEMA 1631 - ACUMULOU



Nenhum apostador levou o prêmio de R$ 38 milhões do concurso de número 1631 sorteado pela Mega-Sena na noite deste sábado. O prêmio acumulou e deverá pagar na próxima quarta-feira (3) a quantia de R$ 46 milhões.
Confira os números sorteados:
04 - 29 - 44 - 47 - 48 - 60
No total, 140 pessoas acertaram a Quina e receberão R$ 26.864,44, outras 9.659 levaram a Quadra e ganharão R$ 556,25.

 

Terra

Inter vence o Palmeiras em São Paulo

Com gol de Jorge Henrique e falha de Fábio, Inter vence Palmeiras e se recupera no Brasileiro

Inter quebra má fase e vence o Palmeiras por 1 a 0 no Pacaembu Ale Frata/Estadão Conteúdo

O Palmeiras começou bem, incomodou o Inter, mas viu tudo desmoronar em uma nova falha de sua defesa. Neste sábado, no Pacaembu, a equipe paulista perdeu para o clube gaúcho por 1 a 0, em partida válida pela 18ª rodada do Brasileiro. O único gol do jogo foi feito pelo atacante Jorge Henrique.
O triunfo melhora as perspectivas do Inter na primeira divisão: a equipe vinha de duas derrotas e, com os três pontos conquistados, chega a 35 e está na vice-liderança, mas ainda depende de outros resultados para confirmar a posição.
Do outro lado, o Palmeiras não conseguiu encaixar a segunda vitória consecutiva na Série A - no último fim de semana, também no Pacaembu, havia derrotado o Coritiba por 1 a 0. O tropeço deixa o time estacionado na 16ª colocação, com 17 pontos.
O único gol saiu aos 19 minutos do primeiro tempo. E em três toques. Dida deu um chutão para frente. Já no campo de ataque, Rafael Moura venceu a disputa pelo alto com Wellington e tocou de cabeça. A bola passou por cima de Lúcio, e Weldinho falhou ao não conseguir acompanhar Jorge Henrique, que se antecipou ao atrasado Fábio e tocou para balançar as redes. No intervalo, o goleiro palmeirense disse que 'errou o cálculo' na hora de sair do gol. 
O atacante do time gaúcho, aliás, foi a principal arma ofensiva da equipe de Abel Braga na primeira etapa, ao ter um gol anulado e ver um chute e fora da área raspar no travessão.
No segundo tempo, o Palmeiras novamente começou melhor. Pressionou e viu Mendieta e Cristaldo terem chances, mas ambas foram bem defendidas pelo goleiro Dida. Após cerca de 25 minutos, o Inter equilibrou as ações, passou a controlar cada vez mais a partida e impediu que o time de Ricardo Gareca ameaçasse novamente quase atéo fim do jogo, quando Allione, após boa tabela com Cristaldo, chutou para fora. 
No fim, o canto da torcida ecoou forte no Pacaembu: "Não é brincadeira, estão acabando com a história do Palmeiras."
Na próxima rodada, no dia 7 de setembro, às 18h30, o Palmeiras enfrenta o Atlético-PR na Arena da Baixada, em Curitiba. No mesmo dia e horário, o Inter recebe o Figueirense no Beira-Rio, em Porto Alegre. 


ESPN / Zero Hora

Cruzeiro leva susto, vira sobre a Chapecoense e segue tranquilo na ponta


Paciência. Foi o que pediu o técnico Marcelo Oliveira antes da partida, e o que o Cruzeiro precisou para vencer mais uma Mineirão. Depois de sair perdendo no primeiro tempo, o time celeste reagiu na etapa final e, depois de virar o jogo em seis minutos, bateu a Chapecoense, por 4 a 2, neste sábado, e se manteve tranquilo na liderança do Campeonato Brasileiro.
Com a vitória, o time mineiro manteve 100% de aproveitamento no Mineirão no Brasileirão, com seis vitórias diante da torcida. A Chapecoense, com 19 pontos, permaneceu na 15ª posição e duas posições acima da zona de rebaixamento. São dois jogos sem vencer da equipe catarinense. Antes havia sido derrotada pelo Botafogo, por 1 a 0.
O Cruzeiro volta a jogar pelo Brasileirão no domingo (7), contra o Fluminense, às 16h, no Maracanã. Antes disso, enfrenta o Santa Rita, na quarta-feira, em Arapiraca, pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil – no jogo de ida venceu por 5 a 0. A Chapecoense busca reação no Brasileiro diante do Goiás, no sábado (6), às 21h, em Chapecó.

As fases do jogo: A Chapecoense surpreendeu o líder da competição no início da partida. Depois de perder grande chance com Bruno Rangel, que cabeceou com perigo à direita do gol do Cruzeiro, abriu o placar aos 11min. O volante Dedé recebeu na intermediária e chutou forte. A bola desviou em Zezinho, enganou o goleiro Fábio e foi parar no canto esquerdo do gol celeste. Depois de ficar em desvantagem, o Cruzeiro foi para cima do adversário e exerceu forte pressão. Porém, foi pouco efetivo na hora de finalizar e ainda parou na dura marcação dos catarinenses. No melhor momento dos mineiros foi num chute de Marcelo Moreno de fora da área, aos 32min, que obrigou o goleiro Danilo a se esforçar para evitar o gol.
No segundo tempo, o Cruzeiro precisou de apenas seis minutos para virar a partida no Mineirão. Alisson, que entrou no lugar de Willian, fez boa jogada pela esquerda e mandou a bola na cabeça do zagueiro Léo, que empatou a partida aos 5min. Um minuto depois foi a vez de Mayke cruzar para Marcelo Moreno testar para o gol e marcar o segundo. O terceiro veio em novo cruzamento de Mayke. Alisson recebeu na área e bateu de voleio.
A Chapecoense diminuiu aos 24min com Bruno Rangel, mas não teve tempo de comemorar. Marcelo Moreno marcou, de cabeça, o quarto em novo cruzamento de Mayke.

Os melhores: Alisson e Mayke  – Alisson, que assistiu do banco ao primeiro tempo do banco, entrou no segundo tempo e foi decisivo. Deu a assistência do gol de empate e marcou o terceiro. Mayke foi o destaque no apoio ao ataque, principalmente no segundo tempo, e participou diretamente de três gols.

O pior: Samudio – Lateral do Cruzeiro voltou a mostrar que tem dificuldade para apoiar o ataque. Quando foi acionado na esquerda, o paraguaio desperdiçou os cruzamentos para os companheiros.  

A chave do jogo: Jogo aéreo e mais movimentação – A entrada de Alisson no segundo tempo foi fundamental para dar mais movimentação ofensiva ao Cruzeiro. O time mineiro usou ainda uma de suas armas, a bola aérea, para vencer a partida. Foram três gols de cabeça.

Toque dos técnicos: Marcelo Oliveira promoveu o retorno de Ricardo Goulart e Everton Ribeiro, poupados na goleada sobre o Santa Rita (5 a 0) pela Copa do Brasil, e optou por Willian ao lado de Marcelo Moreno. Sem sucesso na primeira etapa, trocou Willian por Alisson, que fez o cruzamento para o primeiro gol do Cruzeiro.
Celso Rodrigues apostou na forte marcação, principalmente no meio-campo, e nos contra-ataques puxados pelos meias Camilo e Zezinho. O gol marcado no início caiu como uma luva na estratégia do treinador da Chapecoense.

Para lembrar:

Com os nervos à flor da pele. O técnico Marcelo Oliveira ficou muito nervoso em campo, o que não condiz com seu perfil, geralmente calmo na beira do gramado. O treinador chegou a bater boca com o meia Zezinho, da Chapecoense, no final do primeiro tempo.

Mais de 100 gols na temporada. Com os quatro gols marcados na vitória sobre a Chapecoense, o Cruzeiro chegou a 103 gols na temporada. Somente no Brasileirão foram 37 gols até o momento, é o ataque mais positivo da competição.

CRUZEIRO 4 X 2 CHAPECOENSE
Cruzeiro
Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Samudio; Henrique, Lucas Silva (Nilton), Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian (Alisson) e Marcelo Moreno (Dagoberto)
Técnico: Marcelo Oliveira
Chapecoense
Danilo; Ednei, Rafael Lima, Jailton e Neuton; Wanderson, Abuda (Diones), Dedé, Zezinho (Tiago Luis), Zezinho e Camilo (Ricardo Conceição); Bruno Rangel
Técnico: Celso Rodrigues
Data: 30/8/2014 (sábado) Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG) Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA) Auxiliares: Marrubson Melo Freitas (DF) e Heronildo Freitas da Silva (PA) Cartões amarelos: Ednei, Abuda (CHA); Ricardo Goulart, Everton Ribeiro, Lucas Silva (CRU) Gols: Zezinho, aos 11min do primeiro tempo; Léo, aos 5min, Marcelo Oliveira, aos 6min e aos 26min, Alisson, aos 12min, Bruno Rangel, aos 24min do segundo tempo.


U O L 

Homem corta mangueira do gás e ameaça explodir casa com a mãe dentro

Um indivíduo sob efeito de drogas ameaçou explodir a casa com sua mãe dentro na manhã deste sábado (30) no bairro Nossa Senhora Aparecida em Herval d´Oeste. A ocorrência foi atendida pelo sargento Trindade e o soldado Anderson por volta das 09h30min na Rua João Carvalho.
De acordo com Trindade, foi necessária uma negociação que durou quase uma hora. “Ele cortou a mangueira do gás, sentou em uma cadeira e ficou com um isqueiro ameaçando explodir a casa, pois sua mãe o havia denunciado pelo furto de dois botijões de gás”, relatou o sargento informando que o Edenilson Alves Leite, 29 anos, estava transtornado e violento. Em alguns momentos o indivíduo chegou a lançar labaredas contra a porta para ameaçar os policias que estavam do lado de fora. “O cheiro de gás era muito forte, e a senhora, que estava passando mal, aproveitou um instante de distração para sair pela porta lateral”, acrescentou Trindade.
A rendição aconteceu após os policias garantirem que estavam lá para resguardar a segurança dele e de sua mãe. O rapaz foi conduzido à delegacia de Herval d´Oeste onde foi constatado que ele possui passagens por tráfico de drogas, furto e posse de entorpecentes.
A mãe, Universina da Silva, 64 anos, se mostrou arrependida por denunciar o filho. “Ele não é violento, as drogas que fazem isso”, justificou ela chorando na delegacia. “Eu não queria que ele fosse preso”, disse a senhora. Segundo ela, o filho furtou os dois botijões cheios na noite anterior e provavelmente deve ter trocado por drogas. “Quando falei que avisei a polícia e, que queria os botijões de volta ele fez tudo isso”, contou.


CACO DA ROSA 

Assim como o corpo, cérebro também pode ser malhado para ter melhor desempenho

A ideia que vem sendo desenvolvida por precursores da neuróbica, espécie de aeróbica para o pensamento

Assim como o corpo, cérebro também pode ser malhado para ter melhor desempenho Gonza Rodriguez/Agência RBS
Foto: Gonza Rodriguez / Agência RBS
Lara Ely

Ver um jovem fazendo ginástica com o propósito de esculpir o corpo soa bastante familiar. Mas ainda estranhamos o fato de academias treinarem o cérebro para deixá-lo mais afiado. A ideia que vem sendo desenvolvida por precursores da neuróbica, espécie de aeróbica para o pensamento, defende que podemos formatar o nosso cérebro da maneira que queremos — e não se contentar com o que ganhamos da genética e do meio.
Na prática, funciona assim: para tirar o cérebro da zona de conforto, é preciso acostumar-se a desacostumar-se. Ou seja: fazer coisas diferentes e de forma inusitada. Colocar o relógio no pulso contrário, escrever com a outra mão ou vestir-se de olhos fechados são atividades que demandam a ativação de outras áreas da mente. A sistematização dessas atividades chama-se neuróbica. Ao fazer isso, circuitos quase nunca ativados da rede associativa do cérebro são utilizados, aumentando a flexibilidade mental.
Há muito já se tem conhecimento que alimentação sadia, sono regular, exercício físico e uso cognitivo (estímulo pela música, leitura ou matemática, por exemplo) são pilares para manter o cérebro ativo. O ponto é que, para cuidar bem, não basta mantê-lo ativo: é preciso desafiá-lo de maneira rotineira.
— Um erro clássico é que muitas pessoas não dormem direito, não comem bem, não fazem atividade física e ainda por cima "aposentam" o cérebro. Aí a pessoa vai ver o filme e estranha não lembrar o nome do ator — brinca a neurocientista Carla Tiepo.
Para tornar a massa cinzenta mais eficiente, Carla entende que a tecnologia ajuda, mas não substitui o estudo, o uso de objetos concretos e as relações presenciais. Isso porque as dinâmicas e interações são bons estímulos para as sinapses. 


DIÁRIO GAÚCHO 

Queda de avião mata duas pessoas em Curitiba


Foto: Rogério Machado 
 
Um avião de pequeno porte caiu na tarde deste sábado (30), no bairro Bacacheri, matando duas pessoas e deixando duas feridas. O avião, modelo C-17, caiu sobre uma casa, atingindo também um carro na rua Alvaro Botelho, esquina com a Rua Nicarágua. A aeronave decolou do aeroporto do Bacacheri com destino a Londrina e apresentou problemas mecânicos no motor, segundo o tenente-coronel Marcos Antônio dos Santos, do Cindacta II.
O piloto, Cleber Luciano Gomes e o copiloto, até agora não identificado, morreram na hora. Os dois passageiros que estavam a bordo ficaram feridos e foram encaminhados a hospitais de Curitiba. Um deles, foi identificado como Sílvio Roberto Romanelli, sobrinho do deputado estadual Luiz Claudio Romanelli, sofreu graves queimaduras e está internado no Hospital Evangélico e, o segundo passageiro, que ainda não foi identificado, está internado no Hospital do Trabalhador.
As ruas do entorno estão bloqueadas para o trânsito nesta tarde e muitos curiosos acompanham o trabalho das equipes de emergência na região.

PORTAL PARANÁ 

O LANCHE MAIS GOSTOSO DA REGIÃO É O "MIGNONZITTO"

AGORA COM WI FI
ACEITAMOS CARTÕES DE CRÉDITO
CADA VEZ MELHOR - COM DOIS NOVOS SABORES DE LANCHES 
 
 Vá conhecer o "Calabrezitto" e o "Coraçãozitto"
 
 Sucos naturais e batatas fritas

Você vai adorar 
 
O "Mignonzitto" atende de 3ª à domingo das 16 às 24 horas na Paulo Marques próximo à esquina com a Getúlio Vargas.
 
E você também pode acionar o TELE ENTREGA do "Mignonzitto", o fast food mais gostoso da região!!!  Pedidos de 3ª à domingo, das 16h as 23h pelos telefones 8832-8360 (Claro) e 3323 4682 (OI fixo).  
 
Aguardamos sua visita ou telefonema.

Missioneiros gaúchos reinventam a tradição pela música

Jovens músicos aproximam as novas gerações da cultura gaúcha através dos ritmos gaudérios

Missioneiros gaúchos reinventam a tradição pela música Andressa Camargo/Divulgação
 
A cantora Mariana Marques ensaia a gravação do primeiro disco 
 
Foto: Andressa Camargo / Divulgação
 
 
O conservadorismo da tradição gaúcha não é empecilho para a cantora Mariana Marques, 22 anos, pisar no palco dos festivais com lábios pintados de vermelho. Enfeitar-se com acessórios e bordados e abusar nas cores e estampas étnicas que escolhe com a ajuda de uma personal stylist é parte importante de seu estilo folk.

A fusão das culturas gaúcha, argentina e indígena influencia mais do que o visual: está na performance da cantora que ensaia a gravação do primeiro disco.
- Consegui um meio-termo. Desde os três anos dançava e cantava na entidade tradicionalista. Participei do Enart, fui prenda em CTG. Isso faz parte do mesmo círculo. Eu sou essa mescla - disse.
O modo de se vestir nunca a fez ser barrada nos bailes. Hábitos que podem agredir a cultura gaúcha, como usar saia curta, por exemplo, mantêm-se longe:
- Não mostro o que não devo para não afrontar aquilo que trago de casa.
Mais do que ter um visual descolado, criar um estilo musical próprio foi a forma de se aproximar do público jovem.
Quem escuta Mariana cantar e tocar lembra, por alto, dos graves lendários da argentina Mercedes Sosa. Quem vê a irreverência dos arranjos, no entanto, percebe uma reinvenção na fórmula da música regional latino-americana:
- Nós, jovens, temos a gana de inovar. Temos de ponderar e, aos poucos, colocar as coisas que a gente quer.
Com a agenda lotada e shows quase todos os finais de semana, principalmente na região missioneira, acabou distanciando-se do CTG que frequentava em Ajuricaba, no Noroeste. Não por isto deixou de valorizar o tradicionalismo, tanto que, para a Semana Farroupilha, tem vários eventos marcados - inclusive no palco principal do Acampamento Farroupilha, no dia 11, quando divide a cena com Luis Carlos Borges, produtor de seu disco.
Incentivador de novos artistas, o cantor, compositor, gaiteiro, produtor musical e um dos maiores ícones do nativismo, Borges fica feliz ao ver que estão dando continuidade aos valores que transmitiu. Aos 61 anos, ele acredita que a renovação é saudável e necessária:
- Costumo dizer a eles: não esqueçam a raiz, mas sem acompanhar as inovações, não se avança.
Violeiro de Mariana e Borges, Yuri Menezes, 24 anos, tem outra explicação para a distância que separa os jovens dos costumes gaúchos: a falta de base cultural familiar.
- Empurrar o filho para o computador é mais fácil. Por isso tem muito jovem carente de tradição. Meu pai nunca me forçou a ouvir nada - relembra.
Outra polêmica envolvendo a música é a tchê music. O pavor de ser invadido por estrangeirismos fez com que o ritmo fosse enxotado dos galpões. Em defesa, Tiago Silva, 27 anos, diz que não se trata de uma música da nossa tradição. Dançarino de invernada, se diz um apreciador do gênero, mas em festas, e não em bailes.
- Tudo chega de fora e aqui se "agaúcha". No caso da tchê, eles pegaram um ritmo genuíno e transformaram em baião. Não dá para deixar entrar mesmo - defende.


ZERO HORA 

Homem assaltado e agredido a marteladas



Hoje, sábado, 30, às 07h47min na Linha Baronesa da Limeira, interior de Chapec, a Central da PM foi acionada para atendimento de ocorrência de roubo na qual haviam levado um veiculo GM Opala da vitima.   
No local foi constatado que a vitima José Vitalino Lopes de  56 anos estava com vários ferimentos pelo corpo e foi socorrido pelos bombeiros ao hospital.    
Segundo informações colhidas no local, o fato teria ocorrido por volta das 23 horas de ontem(29/08).    
A vitima teria sido agredida a marteladas e não estava em condições de falar no hospital enquanto que o veiculo GM Opala placas LXP 7377 foi localizado abandonado no Bairro Esplanada e encaminhado para a Central de Plantão de Policia (CPP).  


PM Divulgação